Dicas de Estética

A IMPORTÂNCIA DOS SURFACTANTES NO COMBATE AO CORONAVÍRUS

Vamos explicar, de forma mais técnica, como lavar as mãos com frequência e da forma correta é eficaz, e extremamente necessário no combate ao Coronavírus

A IMPORTÂNCIA DOS SURFACTANTES NO COMBATE AO CORONAVÍRUS
A IMPORTÂNCIA DOS SURFACTANTES NO COMBATE AO CORONAVÍRUSUltimamente não se fala em outra coisa senão coronavírus, e não é para menos: um vírus que tem se alastrado com tanta rapidez e impactando a a vida de todos, se tornaria pauta de discussões em todos os lugares. E assim vemos muitas informações sendo disseminadas, verdadeiras ou não, afim de conscientizar a população, seja em como previnir, seja nos sintomas. E hoje é sobre isso que vamos falar aqui. Nos últimos dias temos visto muitas campanhas falando da importância da higienização das mãos como forma de prevenção e de evitar o contágio do coronavírus. E aqui nesse texto, vamos explicar, de forma mais técnica, como lavar as mãos com frequência e da forma correta é eficaz, e extremamente necessário. 

A primeira coisa que precisamos saber é que, o acúmulo de gordura e proteínas nas mãos ocorre naturalmente. No entanto essas biomoléculas favorecem que partículas, sujidades e até mesmo microrganismos adiram nas palmas, costas e nos dedos das mãos. A lavagem pessoal das mãos de maneira correta, respeitando o tempo de ação dos surfactantes (detergentes) presentes nas formulações dos sabonetes líquidos, próprios para o cuidado individual e realizando os movimentos mecânicos de esfregar uma mão na outra, favorece e potencializa a retirada da gordura e proteínas das superfícies das mãos e assim ocorre o arraste das impurezas através da água. 

Muitos estudos mostram a importância de se evitar o auto contágio prevenindo as disseminações de microrganismos para as outras pessoas. A prevenção é sempre o melhor caminho em situações de pandemia como a que estamos vivendo. No caso específico do covid-19, os pacientes infectados transmitem o vírus antes de aparecerem os primeiros sintomas. Isso ocorre porque o paciente infectado e ainda assintomático, produz milhares de milhões de vírus na região de nariz e boca. É muito comum que pessoas espirram, tussam e contenham as gotículas com as mãos e essa contaminação das mãos se espalham pelos objetos e pessoas que forem tocadas. Um mecanismo eficiente para evitar a propagação catastrófica desse vírus é intensificar as práticas de higiene, respeitando o isolamento e a primeira medida é lavar as mão com um bom sabonete, que contenha um bom surfactante iônico, pH alcalino, mas que não agrida a pele.

Assim, vemos quão importante é a higienização frequente das mãos com sabonetes adequados, permitindo que as pessoas protejam a si, e àqueles à sua volta. Uma medida simples, fácil e acessível, pode evitar muitos efeitos colaterais em momentos como esse. 
1Boyce, J. M. & Pittet, D. Guideline for Hand Hygiene in Health-Care Settings. Recommendations of the Healthcare Infection Control Practices Advisory Committee and the HICPAC/SHEA/APIC/IDSA Hand Hygiene Task Force. Society for Healthcare Epidemiology of America/Association for Professionals in Infection Control/Infectious Diseases Society of America. MMWR. Recommendations and reports : Morbidity and mortality weekly report. Recommendations and reports 51, 1-45, quiz CE41-44 (2002).

2Boyce, J. M. Update on hand hygiene. American journal of infection control 41, S94-96, doi:10.1016/j.ajic.2012.11.008 (2013).
CARRINHO
CARREGANDO
Ajuda