Ganhe frete grátis - Faltam R$500,00

Glossário de princípios ativos cosméticos

Explore o nosso índice de ativos: um guia de A a Z com as principais informações sobre os ativos cosméticos encontrados em todos os produtos Tulípia.

Busca por ordem alfabética

Pesquise seu ativo

Óleo da Semente de Romã

O Óleo da Semente de Romã é uma fonte de ácidos graxos conjugados e contém uma quantidade abundante de ácido punícico (9-Z,11-Z,13-E- octadecatrienóico), um composto estreitamente relacionado ao ácido linoléico conjugado (CLA). A romã também é rica em vitamina A (mantém a pele saudável e bonita). Compostos fenólicos (antioxidantes) como as antocianinas, flavonóides, ácidos fenólicos e polifenóis (ácido elágico – antioxidante; oferece proteção a raios UV e inibe a proliferação de melanócitos). Taninos, antocianinas e glicosídeos (açúcar que retém água). Contém também pequenas frações de ferro e cálcio. Além disso, os flavonóides extraídos do óleo da romã são responsáveis pela atividade inibitória das enzimas oxidantes. O Óleo da Semente da Romã como fonte natural de ácido punícico e ácido elágico, que ajudam na regeneração e proliferação celular. É um poderoso hidratante, antioxidante e adstringente.

continuar lendo

Óleo de Açaí

Conhecido como o vinho amazônico, é um produto muito significante para o desenvolvimento do agronegócio na região amazônica. Extraído da polpa é um óleo rico em ácidos graxos. Propriedades: O açaí é uma fruta rica em vitaminas, ácidos graxos (ômega 3, 6, 9) e antioxidantes. Apresenta propriedades nutritivas, hidratantes e protetoras para a pele contra os efeitos negativos de agentes externos. É efetivo em tratamentos de hiper pigmentação e manchas na pele. Com ação sensorial, proporcionando uma textura aveludada à pele. Indicações: É indicado em cremes para clareamento da pele, também produtos antienvelhecimento combatendo os radicais livres causadores das rugas, flacidez e manchas. Produtos pós sol, sabonetes de banho e loções e produtos de cabelo.

continuar lendo

Óleo de Argan

E um produto natural, resultado da pressão das amêndoas extraídas e dos frutos secos da árvore semidesértica chamada Argânia (Arganiaspinosa), que é originária do Marrocos. A extração do óleo é realizada através da prensagem sobre a amêndoa. Na composição do óleo de argan, podemos observar a riqueza em ácidos graxos e vitamina E, diretamente relacionada às suas propriedades terapêuticas: ômega 9 (ácido oleico) 45%; ômega 6 (ácido linoleico) 35%; carotenos 300mg/100; esteróis 160 mg/ 100g; tocoferóis (vitamina E) 62 mg/100 mg; Polifenóis (pp. ácido ferúlico) 5,6 mg/100 mg; esqualeno 0,3%. Ativo que pode ser usado em formulações antiacne, estrias e queimaduras, para recuperação de fios, pois proporciona fortalecimento capilar, além denutrir e revitalizar o couro cabeludo, selando e evitando pontas duplas e antifrizz. Outro emprego do óleo de argan é no tratamento de unhas quebradiças, por nutri-las e protegê-las contra as agressões externas. Apresenta efeito antienvelhecimento da pele, tem ação antioxidante pela presença da vitamina E, e consequente redução das espécies reativas de oxigênio (ROS), fornece elasticidade à pele, estimula a regeneração e a oxigenação da pele, tem ação cicatrizante, no tratamento de irritação da pele, como situações de eczema e psoríase. Utilizado em concentrações de 1,0 a 100% .

continuar lendo

Óleo de Cártamo

O Óleo de Cártamo é um anti-oxidante natural que possui propriedades que podem acelerar o metabolismo das gorduras, auxiliando assim, no controle da obesidade. Estudos indicaram que esse óleo contém substâncias que atuam obrigando o organismo a usar a gordura acumulada como combustível contribuindo para uma maior eliminação de gordura. Isso acontece porque seus nutrientes conseguem inibir a ação de uma enzima específica (LPL- Lípase Lipoproteica). A enzima LPL tem como função transferir a gordura presente na corrente sanguínea para o interior das células adiposas, responsáveis por armazenar a gordura corporal e que compõem o tecido adiposo do corpo humano. Quanto maior e mais intensa a atividade desta enzima maior quantidade de gordura é armazenada dentro das células adiposas e, como conseqüência, a pessoa engorda. Portanto, os nutrientes do óleo de Cártamo, tem a capacidade de bloquear da ação da LPL, o que obriga o organismo a utilizar o estoque de gordura já existente como fonte de energia gerando a chamada lipólise, que é a queima de gordura.

continuar lendo

Óleo de Caviar

Produzido a partir do caviar do peixe Beluga (Acipenser stellatus). Ativo rico em proteínas, aminoácidos, sais minerais, vitaminas e ácidos graxos essenciais. O Caviar tem ação antiinflamatória e regeneradora das células epiteliais, atuando como umectante, diminuindo o ressecamento causado pelo envelhecimento natural da pele. Há duas formas do mesmo ativo: a forma hidrossolúvel e a lipossolúvel. Ambos os ativos podem ser usados para peles secas e danificadas, reconstituindo dessa forma o manto hidrolípidico, revitalizandoa pele cansada. Utilizado em concentrações de 1,0 a 4,0 % em cremes; 5,0% em loções e de 1,0 a 5,0% em shampoos.

continuar lendo

Óleo de Coco

O Óleo de Coco é distinguido por sua cadeia curta de ácidos graxos e seu grau baixo de ponto de fusão. Na pele, como o Óleo de Coco é composto 100% por ácidos graxos e lipídeos, ele é extremamente nutritivo para peles muito ressecadas. Ele constitui uma barreira protetora para manter a umidade e penetrar nas camadas mais profundas da mesma, o que ajuda a manter os tecidos fortes e flexíveis. É facilmente absorvido na pele, ajudando a reduzir a aparência de linhas finas e rugas. O óleo é rico em ácido láurico e possui ação antisséptica, portanto, é indicado para rachaduras, micose, pele desidratada, ressecada ou irritada. É um excelente emoliente, nos cabelos, o Óleo de Coco tem propriedade de hidratação, nutrição, brilho, maciez e reparação de cabelos secos e danificados.

continuar lendo

Óleo de Jojoba

O óleo de jojoba tem ação emoliente, umectante, cicatrizante, queratoplástica, repositora da oleosidade natural da pele. Doador de brilho aos cabelos, restaurador, estimulante do crescimento dos cabelos e no tratamento da caspa. Diminui o excesso de oleosidade do couro cabeludo, agindo como regulador das secreções glandulares. Excelente lubrificante e emoliente para peles secas, evita a evaporação da umidade da pele prevenindo o aparecimento de linhas finas e envelhecimento precoce. Indicado, também, no tratamento da acne, psoríase e queimaduras da pele.

continuar lendo

Óleo de Macadâmia

Obtido das nozes de macadâmia. É a maior fonte vegetal de ácido palmitoléico (25%) e rico em ácido oléico (40%). É facilmente absorvido pela pele e cabelos lubrificando e mantendo o teor hídrico cutâneo. O Óleo de Macadâmia é originário da Austrália e obtido pelo processo de prensagem da noz da Macadamia ternifolia L. Tem grande utilidade na indústria cosmética, pois é facilmente absorvido pela pele promovendo sensível maciez, tendo EHL de 5 a 6. Possui alto teor de ácido palmitolêico. Tem ação emoliente, hidratante e antienvelhecimento.

continuar lendo

Óleo de Pracaxi

É utilizado no auxilio ao combate a erisipela, nas estrias pós parto e em sua prevenção. Promove elasticidade a pele evitando o aparecimento das estrias em processos de emagrecimento e desenvolvimento de adolescentes. Entre as tribos indígenas seu uso é mais comum como cicatrizante sendo útil até mesmo em casos de picada de cobra. Por ser um potente cicatrizante, o óleo é usado nos tratamentos pós-cirúrgicos de ulceras e escaras. Revitaliza a pele e auxilia também no tratamento do cabelo, facilitando o penteado, aumentando o brilho e evitando a queda. É empregado em produtos de maquiagem devido a sua propriedade umectante.

continuar lendo

Óleo de Rosa Mosqueta

Destaca-se entre os demais óleos por ser um óleo vegetal de características únicas, possuindo em sua composição quase 80% de ácidos graxos poli-insaturados, os chamados ácidos graxos essenciais: ômegas. Os ômegas são requeridos na formação da estrutura das membranas das células da epiderme, são responsáveis pelo processo de regeneração das células, mecanismo de defesa e processos fisiológicos e bioquímicos relacionados à regeneração dos tecidos. Dentre as inúmeras aplicações e benefícios deste óleo temos: - Ajuda a prevenir e atenuar o envelhecimento da pele, diminuindo as linhas de expressão, tais como o contorno dos olhos e rugas superficiais; - Contribui para a recuperação da barreira cutânea, reduzindo a perda de água transepidérmica (TEWL) e promovendo hidratação à pele; - Regeneração cutânea de cicatrizes pós-cirúrgicas e melhora na nutrição e circulação sanguínea, recuperando sua textura natural, lubrificação e elasticidade; - Redução de hipercromias, minimizando manchas de pele causadas pelo sol ou por envelhecimento; - Proporciona excelentes resultados na cicatrização de peles afetadas por queimaduras ou danificadas pela radioterapia.; - Ajuda na prevenção e atua no tratamento de estrias; - Produz melhora significativa na sintomatologia em pacientes com pele ressecada, xerose, psoríase, hiperqueratose, queratose actínica, etc.

continuar lendo

Óleo de Semente de Uva

O Óleo de Semente de Uva é extraído da semente do fruto, tendo elevado teor de alfatocoferol, ácido linolêico e ácido palmítico, que são responsáveis pela regeneração e manutenção do tecido cutâneo, revitalizando-o. O Óleo de Semente de Uva possui a característica de aumentar o bom colesterol e diminuir o mal colesterol e triglicérides, diminuindo os riscos de doenças vasculares. Ele apresenta altos índices de ácido linoleico (conhecido como Ômega 6) e é altamente rico em tocoferol (vitamina E – antioxidante).

continuar lendo

Óleo Essencial de Alecrim

O Óleo Essencial de Alecrim é tônico e estimulante. Atua sobre o sistema circulatório, estimula a oxigenação de todo o organismo. Fortalece a musculatura e a pele, é mucolítico, lipolítico, anti-séptico e cicatrizante. Revigorante, age positivamente sobre o esgotamento físico e mental. Estimula os folículos capilares, e como resultado, o cabelo cresce mais rápido e mais forte. Também é altamente eficaz no tratamento da caspa e seborreia.

continuar lendo

Óleo Essencial de Hortelã

Óleos essenciais (também denominados essências) são matérias-primas de origem vegetal, que se utiliza em perfumaria, algumas indústrias alimentares ou em outras indústrias. Geralmente, a sua composição é muita complexa; contêm, especialmente, álcoois, aldeídos, cetonas, éteres, ésteres, fenóis e hidrocarbonetos terpênicos ou terpenos, em maiores ou menores quantidades. A menta ou hortelã é cultivada principalmente para a extração de óleo essencial, o mentol. O mentol é utilizado pelas indústrias na fabricação de bebidas, balas, doces, licores, chás, na indústria de tabaco e componentes medicinais no preparo de pastilhas, chás, infusões, produtos de higiene bucal e outros. As folhas, principalmente da Mentha spicata, são usadas na culinária, no preparo de molhos, geléias e como tempero de carnes de cordeiro, batatas, ervilhas ou cenouras, carnes de porco, saladas de folhas, como componente do tabule, além de uso medicinal. As folhas contêm vitaminas A, B e C, e minerais, como cálcio, fósforo, ferro e potássio. O óleo essencial é constituído por cerca de um terço de mentol, razão pela qual tonifica, desanuvia a cabeça. Estimula e é calmante. Refrescante e suavizante. Restaura e revigora o corpo e a alma. Antiséptico, antibiótico, antiinfeccioso, estomacal, antiespasmódico, estimulante, tônico, antiparasítico, vermífugo, expectorante, analgésico, descongestionante, digestivo. Diminui e facilita a eliminação de gases. No nível do tubo digestivo a menta exerce uma ação estimulante da secreção estomacal e da contractilidade intestinal. O óleo essencial é responsável pela atividade carminativa e eupéptica, agindo sobre as terminações nervosas da parede gástrica. O ácido rosmarínico é um anti-oxidante, favorecendo a biotransformação normal dos alimentos ingeridos. As propriedades colagoga e colerética são atribuídas aos flavonóides. Estimula o fluxo biliar e a produção de bílis pelo fígado. A ligeira atividade anti-séptica, ao nível do trato digestivo, é explicada pelo fato de que o mentol é excretado pela bile. Apresenta também uma ligeira atividade anti-séptica e expectorante útil em casos de inflamação das mucosas bronquiais. Externamente, o mentol presente no óleo essencial excita os nervos sensoriais, diminuindo a sensação de dor, desenvolvendo ação anestésica.

continuar lendo

Óleo Essencial de Lavanda

O Óleo Essencial de Lavanda auxilia no tratamento de coceiras e caspas no couro cabeludo. Útil para controlar a ruptura do cabelo e melhorar o seu crescimento. O Óleo Essencial de Lavanda é o mais consumido no mundo, pois além de ter um maravilhoso perfume, é o óleo anti-estresse. A lavanda acalma e tranquiliza imediatamente. Para tratamento de insonia basta pingar 2 gotas no travesseiro. Na pele equilibra a oleosidade, indicado para acne, inflamações e peles envelhecidas; é excelente em queimaduras de qualquer ordem: em áreas pequenas do corpo pode ser aplicado puro sobre a pele (somente uma gota por aplicação), em áreas grandes de queimadura é indicado aplicar na forma de compressas frias e em queimaduras solares no corpo todo aplicamos diluído em Óleo Vegetal de Semente de Uva como hidratante. O Óleo Essencial de Lavanda trata dores originárias por tensão, por excesso de esforço físico ou pancadas, alivia o sintomas de torcicolos, cólicas menstruais e estomacais, espasmos musculares, tendinites, dores nos pés e nas costas. No ambiente o Óleo Essencial de lavanda proporciona paz, harmonia e aconchego. É excelente para equilibrar o ambiente após eventos tumultuados ou até mesmo conturbados por discussões e brigas. Refrescante e relaxante, tem ação analgésica e anticonvulsiva. É anti-séptico, analgésico, citofilático, antiespasmódico, tônico, cicatrizante,anti-inflamatório, emenagogo, antiparasítico, relaxante muscular, adstringente, condicionador cutâneo, antidepressivo, desodorante, sudorífero, hipotensor e sedativo.

continuar lendo

Óleo Essencial de Limão Siciliano

Óleos essenciais são extraídos de plantas aromáticas por destilação ou, no caso de frutas cítricas como o limão, pressão das cascas de seus frutos. O conceito de "óleo" não se aplica exatamente a eles, pois não apresentam a oleosidade própria de óleos vegetais. Sua consistência é mais aquosa e com baixa viscosidade,. Os óleos essenciais são concentrados, voláteis e com propriedades medicinais em razão da presença de ativos que atuam no metabolismo de forma regenerativa e antisséptica. Quando aplicados corretamente, os óleos essenciais são compatíveis com a pele, musculatura, circulação e respiração, com exceção da mucosa visual. Na estética, o óleo essencial de limão siciliano pode ser aplicado em tratamentos de combate à celulite, pois a natureza tônica do composto é estimulante, aumentando a resistência dos tecidos e ajudando a pele a adquirir tonicidade, além de reduzir a flacidez corporal nas regiões do abdômen, das nádegas e das coxas. Além disso, é excelente para o sistema respiratório, pois limpa e fortalece. O uso em banheiras auxilia em técnicas fisioterápicas para o tratamento de insuficiência venosa, flebite e trombose.

continuar lendo

Óleo Essencial de Mandarina

O Óleo Essencial de Mandarina possui uma série de propriedades: antissépticas, circulatória, relaxantes, tônicas. Acredita-se que mandarina e a tangerina sejam a mesma fruta mas a mandarina são mais amareladas , enquanto que as tangerinas são mais alaranjadas. Além de ser usado como aromatizante na indústria de alimentos e bebidas, cosméticos, sabão e perfume, esse óleo possui várias funções na aromaterapia , pois protege feridas causadas por bactérias fungos ou virus, forma um revestimento protetor bloqueado a invasão de microorganismo. Pode ser utilizado em compressas frias e na limpeza de ferimentos. Ele melhora a circulação do sangue e da linfa, podendo ser utilizado em drenagens linfáticas e terapias tônicas para a circulação , em que a melhora da circulação também cria calor e proporciona alívio de reumatismo e artrite. Aplicado bem diluído em banhos e massagens, desintoxica e mantém a pele jovem e vitalizada. Em estética , pode ser usado contra estrias e rachaduras na pele , assim como em edemas e gordura localizada.

continuar lendo

Óleo Essencial de Menta

Óleos essenciais (também denominados essências) são matérias-primas de origem vegetal, que se utiliza em perfumaria, algumas indústrias alimentares ou em outras indústrias. Geralmente, a sua composição é muita complexa; contêm, especialmente, álcoois, aldeídos, cetonas, éteres, ésteres, fenóis e hidrocarbonetos terpênicos ou terpenos, em maiores ou menores quantidades. A menta ou hortelã é cultivada principalmente para a extração de óleo essencial, o mentol. O mentol é utilizado pelas indústrias na fabricação de bebidas, balas, doces, licores, chás, na indústria de tabaco e componentes medicinais no preparo de pastilhas, chás, infusões, produtos de higiene bucal e outros. As folhas, principalmente da Mentha spicata, são usadas na culinária, no preparo de molhos, geléias e como tempero de carnes de cordeiro, batatas, ervilhas ou cenouras, carnes de porco, saladas de folhas, como componente do tabule, além de uso medicinal. As folhas contêm vitaminas A, B e C, e minerais, como cálcio, fósforo, ferro e potássio. O óleo essencial é constituído por cerca de um terço de mentol, razão pela qual tonifica, desanuvia a cabeça. Estimula e é calmante. Refrescante e suavizante. Restaura e revigora o corpo e a alma. Antiséptico, antibiótico, antiinfeccioso, estomacal, antiespasmódico, estimulante, tônico, antiparasítico, vermífugo, expectorante, analgésico, descongestionante, digestivo. Diminui e facilita a eliminação de gases. No nível do tubo digestivo a menta exerce uma ação estimulante da secreção estomacal e da contractilidade intestinal. O óleo essencial é responsável pela atividade carminativa e eupéptica, agindo sobre as terminações nervosas da parede gástrica. O ácido rosmarínico é um anti-oxidante, favorecendo a biotransformação normal dos alimentos ingeridos. As propriedades colagoga e colerética são atribuídas aos flavonóides. Estimula o fluxo biliar e a produção de bílis pelo fígado. A ligeira atividade anti-séptica, ao nível do trato digestivo, é explicada pelo fato de que o mentol é excretado pela bile. Apresenta também uma ligeira atividade anti-séptica e expectorante útil em casos de inflamação das mucosas bronquiais. Externamente, o mentol presente no óleo essencial excita os nervos sensoriais, diminuindo a sensação de dor, desenvolvendo ação anestésica.

continuar lendo

Óleo Essencial de Sálvia

O óleo essencial de Sálvia Esclaréia possui afinidade com o estrogênio , sendo assim age como regulador menstrual , podendo ser aplicado no tratamento da pré-menopausa e da endometriose. Indicado para problemas circulatórios como : varizes, aneurisma venoso e hemorroidas. Melhora os níveis de colesterol e pode ser utilizado como antimicótico. O óleo de sálvia auxilia no combate das infecções da garganta , aparelho respiratório e das inflamações cutâneas. Na pele, o óleo essencial de Sálvia Esclaréia estimula o nascimento de cabelos novos devido a capacidade de reduzir a produção de sebo combatendo assim a oleosidade do cabelo e a caspa.

continuar lendo

Óleos de Semente de Abóbora

O Óleo de semente de abóbora é extraído através de prensagem a frio (sementes secas, levemente torradas), conservando todos os seus nutrientes essenciais, apresentando grandes quantidades de substâncias bioativas, capazes de proporcionar diversos benefícios ao organismo. É Fonte de ácidos graxos, dentre eles o ácido palmítico, esteárico, oleico e linoleico; carotenóides como betacaroteno, luteína, violaxantina, luteoxantina, auroxantina, flavoxantina, crisantemaxantina, alfa-criptoxantina, beta-criptoxantina e alfa-caroteno. Também oferece excelente atividade antioxidante, além de fitoesteróis, magnésio, zinco, potássio, vitaminas do complexo B e ácido fólico, proporcionando inúmeros benefícios para a saúde. Um estudo realizado por Cho e sua equipe (2014), mostra que o Óleo de semente de abóbora é um agente seguro e eficaz no tratamento da alopécia androgenética leve a moderada, estimulando o crescimento e aumentando o volume e espessura dos cabelos. Além disso, sabe-se que os ácidos graxos essenciais presentes no óleo, contribui para melhora dos níveis de LDL (Colesterol ruim) e aumenta os níveis de HDL (Colesterol bom) no organismo (AL-ZUHAIR H, 1997). Os antioxidantes nas formas de vitamina A e E também são úteis na manutenção da saúde da pele.

continuar lendo
CARRINHO
CARREGANDO...
Ajuda